Notícias

Inicia nesta semana o Festival Gastronômico Rota da Baleia Franca

Inicia nesta semana o Festival Gastronômico Rota da Baleia Franca

Esta semana, Garopaba, Imbituba e Laguna recebem mais um grande evento. O Festival Gastronômico da Rota da Baleia Franca mobilizará 35 empreendimentos gastronômicos, que apresentam de 14 de setembro a 08 de outubro o que há de melhor na gastronomia local. Serão diversos pratos exclusivos, todos servidos pelo valor de R$ 39,90. 

O evento acontece dentro do Festival Nacional da Baleia Franca e é uma parceria com o Sebrae/SC, o Governo do Estado de Santa Catarina, e as Prefeituras Municipais de Imbituba, Garopaba e Laguna, além do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. O projeto Rota da Baleia Franca atende a mais de 150 pequenos negócios para fortalecimento de um destino turístico sustentável e inovador. 

“Os restaurantes participantes deverão apresentar o seu prato, contendo um ingrediente local, desenvolvido com o auxílio de uma consultora do Sebrae. A proposta ficou bacana para o público local e visitante”, destaca Juliana Ghizzo analista do Sebrae/SC e gestora da Rota. 

Os restaurantes participantes poderão ser identificados por um banner do Festival. E o guia de informações sobre os estabelecimentos e os pratos estará, em breve, no www.rotabaleiafranca.com.br e nas redes sociais Facebook e Instagram - Rota da Baleia Franca. 

O projeto vem para fortalecer o turismo de observação de baleias no Litoral catarinense com cunho gastronômico cultural, integrando e valorizando os ingredientes locais. “O evento também prioriza a sustentabilidade e a responsabilidade social, valorizando os chef’s e seus pratos na divulgação dos restaurantes”, afirma Bianca Antonini, uma das organizadoras do Festival.

Lançamento oficial 
Na véspera do evento, no próximo dia 13, acontece o lançamento oficial do Festival Gastronômico Rota da Baleia Franca. A abertura será no restaurante Zanoni, em Garopaba, das 20h às 23h e haverá degustação de pratos dos restaurantes participantes.

Fonte: ASCOM/PMI

Compartilhe